sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Reformas



Reformas justas, olha se cá por este burgo de vampiros fosse assim, haveria menos injustiças no capitulo da segurança social, só que aqueles políticos reformados seriam bastante prejudicados e isso não pode ser ter 10 reformas em Portugal é normal, agora, um trabalhador só pode ter uma porque duas seria uma exorbitancia.
Clique aqui para ver o vídeo
Senhor Primeiro Ministro - Sócrates e demais Ministros, Membros da Assembleia da Republica coloquem os olhos nesta reportagem e aprendam como não levar a segurança social à ruína, sejam ao menos H.... uma vez na vida e coloquem os respectivos no sitio.


Imagem blogue Tukakubana

terça-feira, 15 de junho de 2010

AQUISIÇÃO DO PRÉDIO “PALÁCIO DOS MARQUESES DE PRAIA E MONFORTE”


Na sua reunião do passado dia 2 de Junho, a Câmara Municipal de Estremoz aprovou a aquisição do Palácio dos Marqueses de Praia e Monforte, sito na Rua Vasco da Gama, desta cidade, e vulgarmente conhecido como “Círculo Estremocense”. A proposta, apresentada pelo Senhor Presidente da Câmara, Luís Mourinha, foi aprovada por maioria, com os votos a favor do Presidente e Vereadores Francisco Ramos, José Trindade e Sílvia Dias, dois votos contra dos Vereadores António Ramalho e José Fateixa e uma abstenção do Vereador José Ramalho.
O valor de aquisição proposto pelo Senhor Presidente foi de 250.000€, acrescidos da cedência de um lote de terreno na futura Zona Industrial de Arcos (lote n.º 2, com uma área total de 10.108 m2).
Para além de ter votado contra a aquisição em reunião de câmara, veio o Vereador António Ramalho publicar no seu blogue de opinião pessoal “ad valorem” (http://advaloremportugal.blogspot.com), no dia 7 de Junho de 2010, uma série de afirmações acerca desta aquisição que não correspondem à verdade dos factos, pelo que a câmara municipal entende ser necessário clarificar, junto dos Estremocenses, esta questão.
Afirma o Senhor Vereador, no seu artigo com o título “A propósito da compra do Círculo”, o seguinte:
“(…) tenho a informar que o custo de aquisição do Palácio denominado dos Marqueses da Praia e Monforte (…) é SIGNIFICATIVAMENTE SUPERIOR aos 250 mil euros anunciados. (…) o Senhor Presidente esqueceu-se de referir que vai também entregar, a título de pagamento, um lote urbanizado (em rigor a urbanizar a expensas do Município) na Zona Industrial de Arcos cujo terreno de implantação custou há alguns anos atrás €181.532,50. Ora, somando 250 com 181 já vamos em 431 mil euros.”
Em primeiro lugar, é preciso esclarecer que o Senhor Vereador António Ramalho teve acesso à documentação que lhe foi enviada antes da sessão de câmara, pelo que certamente terá lido, na proposta de aquisição que foi presente na reunião, o que a seguir se transcreve:
“Pela aquisição das supra mencionadas fracções proponho o pagamento de 250.000,00 € e, após aprovação pelos órgãos competentes e registo na Conservatória do Registo Predial de Estremoz, a atribuição do lote de terreno nº 2, com a área de 10.108 m2, sito no Plano de Pormenor da Zona Industrial de Arcos, em processo de alteração (nos termos do Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial), cujos terrenos em que se situa o lote possuem uma área total de 72.613 m2 e foram adquiridos pela Câmara Municipal por escritura lavrada em 26/11/2003 pelo preço total de 181.532,50 € a que corresponde o valor de 2,50 € / m2.”
Por essa razão, o Senhor Vereador não pode vir a público referir que o Senhor Presidente “se esqueceu de referir que vai também entregar, a título de pagamento, um lote urbanizado na Zona Industrial de Arcos”, uma vez que a proposta é bem clara em relação a essa questão.
Ao que parece, quem se esqueceu de ler bem a proposta e que não lhe prestou a devida atenção foi o Senhor Vereador António Ramalho, já que na mesma é também referido que o lote de terreno a ceder pela autarquia se trata do lote n.º 2 da futura Zona Industrial de Arcos, com uma área de 10.108 m2. A parcela de terreno onde este lote se insere, tal como é referido na proposta, possui uma área TOTAL de 72.613 m2 e foi adquirida pelo Município, em 26/11/2003, pelo valor TOTAL de 181.532,50€, ou seja, 2,5€/m2. Assim, multiplicando este último valor pela área do lote (10.108 m2), o mesmo apresenta um valor de 25.270€.
Somando 250.000 com 25.270, verificamos que o valor de aquisição do Palácio dos Marqueses de Praia e Monforte será de cerca de 275.270€.
As declarações do Senhor Vereador poderão, inclusive, ter induzido em erro a própria comunicação social local, uma vez que o Jornal Brados do Alentejo, na sua edição n.º 739, de 10 de Junho, publicou o artigo “Aquisição do Círculo controversa”, onde é referido que “o prédio custará à Câmara Municipal de Estremoz 250 mil euros e a atribuição ao proprietário de mais um lote de terreno, com a área de cerca de dez mil metros quadrados, na Zona Industrial de Arcos, no valor de cento e oitenta e um mil e quinhentos e trinta e dois euros e cinquenta cêntimos”.
É certo que, obviamente, há que executar as obras de infraestruturação da Zona Industrial de Arcos, mas esse projecto será candidatado aos fundos comunitários, pelo que não podemos, neste momento, avaliar o que este custo representa na cedência do lote em causa. No caso em concreto, não estamos a falar de “dez hectares de terreno”, como o Senhor Vereador refere, porque o lote em questão apenas possui um hectare e, para além disso, estando localizado junto a um caminho municipal já existente, os custos inerentes à sua infraestruturação serão bastante mais reduzidos.
Quanto às obras de recuperação e conservação de que o edifício necessita, as mesmas serão incluídas no Programa de Regeneração Urbana da Cidade de Estremoz, cujo Plano de Acção física e financeira se encontra actualmente em reprogramação, permitindo assim o co-financiamento comunitário da obra, pelo que é completamente extemporâneo falar em valores adicionais para o custo do mesmo, sem serem conhecidos os custos da intervenção e sem ter em conta a possibilidade de comparticipação a 80% do valor total.
O que é certo é que o executivo entendeu que esta aquisição poderá revestir-se de elevada importância, quer pelo valor patrimonial e histórico do edifício, quer pelo próprio valor da aquisição. Neste aspecto, é de salientar que, de acordo com a avaliação efectuada pelos técnicos do Município, o imóvel foi avaliado em 417.000€, um valor muito superior ao da aquisição, o que se revela uma oportunidade para o Concelho de Estremoz, vir a poder usufruir de mais um espaço público para realização de diversas actividades municipais e, até mesmo, para instalação de serviços de utilidade pública.
Se os motivos económicos não justificassem a aquisição, poderiam ser invocados os motivos históricos, já que o Palácio dos Marqueses de Praia e Monforte é uma construção palaciana, erigida no século XVIII, ocupada pelos Serviços Municipais entre 1797 e 1845, posteriormente adquirida pelos Marqueses de Praia e Vitória.
Esclarecido o “equívoco” do Senhor Vereador, resta-nos apenas que o referido senhor venha agora a público, junto da população Estremocense, admitir o seu erro de cálculos.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ ABANDONA ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO



A Câmara Municipal de Estremoz aprovou hoje, dia 19 de Maio, em reunião ordinária, a saída do Município de Estremoz do sistema multimunicipal de abastecimento de águas e saneamento “Águas do Centro Alentejo S. A.”, com três votos a favor do Presidente e Vereadores do MiETZ, dois votos contra dos Vereadores do PS e uma abstenção do Vereador do PSD.
A proposta, apresentada pelo Senhor Presidente, Luís Mourinha, para abandono deste sistema teve como base razões de ordem técnica, económica e jurídica, na sequência da análise dos contratos existentes com a empresa e de pareceres elaborados pelos serviços municipais.
Uma das principais razões está relacionada com o preço que os munícipes viriam a ter que pagar se o Município continuasse neste sistema. Em termos comparativos, se em 2010 o preço médio da água ao consumidor é de 1.13€/m3, com a continuação do Município neste sistema esse valor subiria para 3.66€/m3, que é o valor praticado pela Águas do Centro Alentejo, nos termos em que o contrato foi assinado.
Desta forma, o Município de Estremoz teria obrigatoriamente que adoptar tarifários de venda de água adequados à cobertura dos seus encargos perante a Águas do Centro Alentejo, sendo que ao valor da água em alta seriam acrescidos os custos de manutenção e conservação da rede de distribuição em baixa, bem como os custos administrativos.
Nos termos do contrato existente, o Município teria que pagar em 2011 mais de 1.600.000 metros cúbicos de água quando, na verdade, o caudal necessário para abastecer o Concelho de Estremoz ronda os 650.000 metros cúbicos. Em termos práticos, isto levaria a uma de duas situações: ou os munícipes pagariam o valor total dos custos com o abastecimento de água (o triplo do que pagam actualmente e que, tratando-se de uma população com cada vez menores recursos financeiros, dificilmente conseguiria suportar) ou o Município seria obrigado a subsidiar a água aos munícipes, para manter os valores actuais no consumidor final. A Câmara Municipal não poderá suportar estes custos, uma vez que, ao fazê-lo, iria inviabilizar a realização de investimentos importantes para o Concelho, muitos deles relacionados também com a questão do abastecimento de água e do saneamento.
Por outro lado, verificou-se que o sistema de abastecimento em baixa existente possui perdas da ordem dos 50%, em relação à água que é captada, o que significa que este sistema, que é municipal, deveria ser substituído na generalidade antes de se efectuar qualquer contrato de concessão de água, com o objectivo de virem a ser pagos à Águas do Centro Alentejo apenas os caudais necessários para abastecer a população.
Após a análise do contrato existente com a Águas do Centro Alentejo, concluímos que, até 2019, o Município iria pagar aproximadamente o dobro da água que necessitaria para abastecer o Concelho, devido também ao volume de perdas na rede de distribuição.
Em relação aos motivos de natureza jurídica, o contrato existente refere que o Município iria proceder ao arrendamento das infra-estruturas de abastecimento e tratamento de águas e saneamento. No entanto, estas infra-estruturas integram o domínio público municipal e, de acordo com a legislação em vigor, os imóveis do domínio público estão fora do comércio jurídico, pelo que a figura do arrendamento é legalmente impossível neste caso. Apesar de o executivo anterior ter deliberado no sentido da desafectação destes bens do domínio público municipal, a verdade é que a Assembleia Municipal não aprovou a proposta do executivo e, por essa razão, os contratos existentes são irregulares.
Esta decisão da Câmara será agora submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal e, em caso de aprovação, o Município transmitirá à Senhora Ministra do Ambiente e do Ordenamento do Território a sua decisão de abandono do sistema multimunicipal da Águas do Centro Alentejo S. A.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

EURO GENDFOR

Um email recebido que deixa algumas preocupações sobre a segurança dos próprios estados em termos da sua soberania mais uma vez o Carlos manda temas actuais para o nosso mail e que merecem ser referidos bem como as imagens estão disponíveis nos sites (oficiais) referenciados no final do post .
"Existe um EXÉRCITO SECRETO EUROPEU, que também pode ser chamado de FORÇA SECRETA POLICIAL DE INTERVENÇÃO PARA O ESMAGAMENTO DE REVOLTAS NA EUROPA.
Já se encontra dentro da União Europeia, porém apenas muito poucos sabem disso.
A força possui os mais amplos direitos, tem de momento 3.000 homens e responde pelo nome de “EURO GENDFOR (EUROPEAN GENDARMERIE FORCE)”, ou seja, TROPA DE POLÍCIA EUROPEIA. O seu comando encontra-se em Vicenza, na Itália, longe do Centro da UE.
Quem deu vida a este projecto foi a Ministra da Defesa Francesa, Alliot-Marie, com o objectivo de mais facilmente esmagar levantamentos populares, como os que têm surgido frequentemente em cidades francesas.
Esta força, já existente, pode agora ser empregue por toda a União Europeia, anulando os direitos nacionais e as soberanias dos Estados Membros!
O Tratado de Velsen (Holanda), decidiu de forma inequívoca, que vai ser um CONSELHO DE GUERRA, que vai decidir sobre a sua actuação. Este conselho compõe-se dos Ministérios de Defesa e de Segurança dos países membros da UE, inclusivamente do país onde vai ser aplicado.
Aos olhos dos observadores trata-se de uma clara manifestação de um DIREITO DE OCUPAÇÃO DA EUROPA. Porque, desde que tenha sido decidido por unidades da EURO GENDFOR a ocupação de edifícios e regiões, ficam estas debaixo da sua alçada, já não podendo sequer ser visitadas pelos organismos oficiais do país a que territorialmente pertencem. De facto, existe assim um DIREITO DE OCUPAÇÃO EUROPEU. Porém, a situação pode vir a piorar ainda mais.
A EURO GENDFOR não possui apenas os direitos policiais, mas também a competência sobre os serviços secretos, e, pode, em estreita colaboração com forças militares, restabelecer a lei e a ordem nas zonas consideradas convenientes. Em caso de necessidade, deve esta tropa possuir todos os direitos e acessos a todos os meios considerados necessários, para executar o respectivo mandato.
Graças à EURO GENDFOR encontram-se os governos europeus à vontade. Desta forma podem ordenar o abrir fogo contra as próprias populações em caso de demonstrações de massas, colocar regiões inteiras sobre quarentena militar e prender os principais cabecilhas, sem ter de chamar militares, ou polícias, da sua própria nação, visto existir o perigo destes se solidarizarem com os revoltosos.
A EURO GENDFOR, por sua vez, graças às suas excepcionais atribuições de direitos civis e militares, não pode ser responsabilizada por ninguém.
Este cenário, que parece incrível, tornou-se agora possível através da entrada em vigor do TRATADO DE LISBOA, que não é mais do que a Constituição da UE sob novo título.

A European Gendarmerie Force (EGF) é uma iniciativa de 5 Estados Membros - França, Itália, Holanda, Portugal and Espanha
Iniciativa de Portugal? Porque nunca ouvimos falar disto antes?

As suas funções são:

- Responder á necessidade imediata de conduzir todo o espectro da acções de segurança civil.

Como?

- Sozinhos ou em cooperação cm as forças militares intervenientes.

Reparem que são uma força multinacional.

O quartel general (HQ) está em Vicenza, Itália e reforçam a prontidão das forças.
Olhem só o objectivo:

O objectivo da EGF goal é providenciar a Comunidade Internacional com um instrumento valido e operacional para gestão de crises, prioritariamente à disposição da EU, mas também de outras Organizações Internacionais, como NATO, UN e OSCE, e suas coligações.

Mas ainda há mais!

Vejam quem é o Comandante da Força!



Português: Coronel Jorge Esteves da GNR

É português?! E nunca passou nas noticias nacionais uma coisa destas?

Segundo o site ele comanda desde 26/6/2009, cargo que deixará em 2011.

É da GNR! Agora se percebe porque é que escolhem a GNR para ir para manutenção de paz (como Bósnia, Timor, Afeganistão, Iraque, etc.) em vez das tropas mais especializadas…. Estão a treina-los em situações reais.

O homem é de Abrantes, tem 52 anos e veio do Regimento de Cavalaria.

Ora bem vamos lá analisar o que podem fazer!

A ní­vel estratégico:

- Fazer policiamento em operações de gestão de crise, com base nas conclusões dos Conselhos de Santa Maria da Feira e de Nice:



- Quem pode usar esta Força?

UE, ONU, OSCE, NATO, outras e coligações.

- Quem ordena?

A Estrutura de Comando é a CIMIN (Comité InterMinistiriel de haut Niveau) composta pelos representantes dos responsáveis pelos Ministérios de cada Pais, que assegura coordenação poli­tico-militar, nomeia o Comandante da Força e provisiona-lhe directivas e orientações para o emprego.

Qual a estrutura da Força?
E a ni­vel táctico?

- A Força pode ser posta sob o comando quer tanto de autoridades militares como de civis, por forma, a assegurar a segurança publica, ordem publica e o funcionamento pleno das tarefas judiciais.
(Entrega de alimentos, cuidados médicos não interessa!)

- Não é uma força permanente (é só para repor a ordem… a ordem deles, é uma Força de Intervenção).

- A força é formada num máximo de 800 oficiais de poli­cia, em menos de 30 dias. Para quem ainda não perceba como é que funciona, explicamos: existe um HQ permanente em Itália e, quando necessitam, formam uma força e essa é enviada para a crise, depois de fazer o que tem a fazer esta força é desmantelada.

Mas afinal o que é que eles tem a fazer?

– Missões gerais de segurança pública;

- Missões de manutenção da ordem publica, Combate ao crime;

- Investigação criminal (detecção, recolha, analise de informação);

- Processamento, protecção e assistência de indivi­duos;

- Controlo de tráfego;

- Desactivação de explosivos;

- Combate ao terrorismo e crimes maiores e outros especializados;

- Armazenamento, gestão, recuperação e evacuação de equipamentos, transportes, ajuda médica (não se deixem enganar por este último ponto, pois reparem que não existe distribuição nem de propriamente a ajuda, apenas a organizam);

- Monitorizar e aconselhar a policia local no seu trabalho do dia-a-dia;

- Vigilancia do público;

- Policiamento das fronteiras;

- Serviços secretos;

- Protecção de pessoas e propriedades (esta até é cómica! Vamos ver quem são essas pessoas e propriedades…);

- Treino de oficiais de poli­cia e de instrutores.
.


Por fim vamos aos si­mbolos, este é o logótipo da força em questão:

- O mote “Lex Paciferat” (A Lei trará a Paz);

- A espada como cruz invertida;

- O louro maçónico;

- A granada a rebentar (parece uma planta, mas é uma granada e as chamas a sair dela) –
Pacifistas … !!!????

Sendo tudo isto tão interessante porque não passou nos média nacionais e europeus?»
Fonte: PHI (Politische Hintergrundinformationen) de 26.2.2010, pág. 60.



Ler também
Fonte: DCRP/GNR 23/Jun/2009

“EUROGENDFOR”, ajuda ou desgraça?
Por Rainer Daehnhardt
"

quarta-feira, 21 de abril de 2010

UGT - ÉVORA






No passado domingo dia 18 nasceu no Évora-Hotel a UGT-Évora.
Foram eleitos para a direcção desta nova estrutura sindical os seguintes sindicalistas:





  • SECRETARIADO


    Presidente - Renato Pepe Santos - SINDEL
    Joaquim Manuel Gonçalves Gomes - SBSI
    Manuel Barreiros Correia - STE
    Paulo Jorge Silva Fernandes - FNE
    Miguel Fernando Costa Pinto - SINDETELCO
    Maria Alice Melro Zambujalinho - SINDITE
    Maria Edite Pinheiro Tavares - SINTAP
    Suplentes
    Manuel Francisco Castanho Leandro - SINDEL
    Ana Paula Pereira Costa Santos Pereira - STAS
    Daniel José Lança Fernandes - SETAA
    Anita Rosa Carnaças Passadinhas - SIND ENF
    Rui Fernando Guerra Coias - SISEP
    Maria Antónia Silva Serra Lopes Bexiga - SINDEP

    MESA DO CONGRESSO E CONSELHO GERAL

    Presidente - Josefa Rosa Ganço Lopes - FNE
    Vice-Presidente - Joaquim Gamaliel Varela Alves - SBSI
    Secretária - Paula Honório Baptista Engana - STE
    Suplentes
    Maria dos Anjos Manteigas Raposo - SINDITE
    Carlos Alberto Costa Cardoso Antunes - SETACCOP
    César José Vendinha Almeida Torres - SETAA

    CONSELHO FISCALIZADOR DE CONTAS

    Presidente - Domingos Miguel Medinas Coragem - SBSI
    Vice - Presidente - Rui Miguel Rocha Risso - SINDETELCO
    Vogal - Fátima Jesus Martins STAS
    Suplentes
    Albino Manuel de Sousa Carrasquinho - SINTAP
    Ana Cristina Rendeiro de Melo Santana - FNE
    Bruno Rafael Pinto Gonçalves - SINDEL

Da guerra colonial o mais escutado entre as tropas

já tem uns anos

quinta-feira, 25 de março de 2010

Um jogador candidato ao prémio de jogador mais bem comportado da 1ª liga

Em dia de indultos e redução de penas fica para recordar umas exibições do jogador mais bem comportado da 1ª liga e professor do homem verde e do sapo, com exemplos destes para quê castigar jogadores que se portam tão dignamente nos túneis de acesso aos baneários?

Repitam todos os jogos do FCP ou anulem o campeonato deste ano para não prejudicar o dragom, penso que o melhor seria anular o campeonato e dar o titulo ao FCP para os rapazes não se sentirem injustiçados.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Administração Pública em greve

DIA 4 DE MARÇO DE 2010, IRÁ ACONTECER MAIS UMA GREVE GERAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM QUE OS SINDICATOS AFECTOS À CGTP-IN E UGT SE UNIRAM, ACOMPANHADOS PELOS SINDICATOS INDEPENDENTES PELO QUE SE PREVÊ A PARALIZAÇÃO TOTAL DO PAÍS EM TERMOS DE SERVIÇOS PÚBLICOS.

A LUTA DOS TRABALHADORES DA A.P. É CONTRA AS ALTERAÇÕES POR ESTE GOVERNO DAS REGRAS POR ELE IMPOSTAS EM SEDE DE CONSERTAÇÃO SOCIAL NO QUE RESPEITA A SALÁRIOS, APOSENTAÇÃO, ...

segunda-feira, 1 de março de 2010

Peço desculpa

era para meter um K no CU do post antes do anterior e então seria na linguagem nova KU

Ainda o pretuguês

Santa não é com S e não como foi publicado senhor j desta forma santa Maria?

RETIREI ESTE COMENTÁRIO DE OUTRO BLOGUE

AO LER ESTE COMENTÁRIO PENSO QUE O EDITOR DE CERTO BLOGUE QUER CHAMAR AOS PROFISSIONAIS QUE EXECUTARAM O SERVIÇO A QUE O SEU POST ALUDE DE INCOMPETENTES E AQUI PARA MIM BASTA. JÁ ALGUÉM LHE CHAMOU A ELE INCOMPETENTE NA SUA PROFISSÃO? PORQUE PARECE QUERER CHAMAR INCOMPETENTES A QUEM REALIZOU O TRABALHO.
SERÁ QUE É PRECISO UM ENGENHEIRO PARA NOS EXPLICAR COMO VAMOS UTILIZAR UMA SANITA PARA O EFEITO DE DEFECAR UMA POUCA DE MATÉRIA ORGANICA QUE APRENDEMOS A CAGAR HÁ MILHARES DE ANOS?

Olha hoje meti o h no há .........estou feliz aprendi de fato a falar pretuguês cu novo a cor do horto grafico



Regras fundamentais:
Arquitectura da copa A fisiologia da compartimentação As técnicas de poda As ferramentas e equipamentos mais apropriados para cada actividade Orientações Observar condições biológicas da árvore, considerando se já há botões florais ou flores. Caso existam, deve-se evitar a poda.

* Conferir as condições físicas da árvore, observando o estado do tronco (oco, rachaduras, podridão), ramos secos ou mortos.

* Analisar os cabos electricos, caso estejam encostados nos ramos, desligar a rede.

* Executar o corte com segurança, começando a operação, sempre que possível, de fora para dentro da árvore, usando ferramentas adequadas.

* Deve-se cortar ramos pesados em pedaços. Os mais leves descem inteiros. Usar sempre cordas para apoiá-los, antes de proceder o corte.

* Escolher a melhor época, que é logo após a floração, mas as podas realizadas no final do Inverno e início da primavera promovem a cicatrização dos ramos de forma mais efectiva.

* Adequar uma árvore a um espaço menor do que o seu desenvolvimento natural exige não é recomendável. Seleccionar outra espécie que se desenvolva com menos espaço.

* Não reduzir a copa demasiadamente. Se uma poda severa for necessária, processá-la em etapas, com maior frequência.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

vá lá uma

Este texto vai ser escrito lixando-me para este ou anteriores acordos ortograficos estou-me nas tintas para as virgulas e demais pontuações e tudo o que demais apendi nas aulas de Português quando andei a estudar se o ME e o MC se estão cagand falta o o para o Português para quê cumprir as regras.
Vivendo em tempos de liberdade de expressão em que na Assembleia da Répblica se discute a liberdade dos órgãos de informação em termos de investigação parlamentar, certos iluminados teêm como prazer apenas o denegrir de certas pessoas.
Não tenho nada pessoalmente contra os jornalistas com um j grande (J) mas sim se calhar com aqueles que usam o j pequeno.
Já trabalhei no meio jornalistico sem de alguma forma ofender alguem e falo em ambos os jornais locais a minha assinatura está nos dois.
Não rebuscando uma publicação da Ivone sobre blogues para este local seria de dizer algo que já foi dito e redito sobre o tema.
Quanto ao que foi escrito num certo blogue sobre minha pessoa relembro o editor do blogue e visto que tem comentários sobre minha pessoa que após a sua aprovação, é responsável pelas informações inscritas no mesmo.
Sei que o meu amigo Revited utilizou textos deste blogue como arma de aremesso para contratacar este em frases que não eram supostas atacar esse blogue mas no entanto enfiou sempre o capuz.

Um pensamento...

"QUEM BUSCA SEU SONHO TEM A CAPACIDADE UNICA DE FAZER COM QUE AS PESSOAS A SUA VOLTA PERCEBAM QUE VALE A PENA SEGUIR O SEU EXEMPLO E FAZER A MESMA COISA" PAMELA HARTIGAN

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

GREVE GERAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIA 4 DE MARÇO DE 2010, IRÁ ACONTECER MAIS UMA GREVE GERAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM QUE OS SINDICATOS AFECTOS À CGTP-IN E UGT SE UNIRAM, ACOMPANHADOS PELOS SINDICATOS INDEPENDENTES PELO QUE SE PREVÊ A PARALIZAÇÃO TOTAL DO PAÍS EM TERMOS DE SERVIÇOS PÚBLICOS.

A LUTA DOS TRABALHADORES DA A.P. É CONTRA AS ALTERAÇÕES POR ESTE GOVERNO DAS REGRAS POR ELE IMPOSTAS EM SEDE DE CONSERTAÇÃO SOCIAL NO QUE RESPEITA A SALÁRIOS, APOSENTAÇÃO, ...

VIDEO PUBLICITÁRIO DIA DA MULHER

DIA DA MULHER


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Concursos para a Administração Pública

Não deixa de ser uma mail com alguma sátira mas é a realidade deste Portugal.

Exemplo de dois concursos um de Assessor e um de Coveiro


Porque também é bom que vamos meditando nestas coisas.


Ora atentem lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 255 de 6 de Novembro 2008:

EXEMPLO 1


No aviso nº 11 466/2008 (2ª Série), declara-se aberto concurso no I.P.J.
Para um cargo de "ASSESSOR", cujo vencimento anda à roda de 3500 EUR.
Na alínea 7:... "Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na
"... Apreciação e discussão do currículo profissional do candidato."



EXEMPLO 2


No aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO,
cujo vencimento anda à roda de 450 EUR mensais.

Método de selecção:
Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos.
A prova consiste no seguinte:
1. - Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. - Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. - Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
4. - Depois vem a prova de conhecimentos técnicos: Inumações, cremações, exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.

5. - Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais.

6. - Os cemitérios fornecem documentação para estudo. Para rematar, se o candidato tiver:
- A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
- O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
- O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
7. - No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.

ISTO TUDO PARA UM VENCIMENTO DE 450 EUROS MENSAIS!


Enquanto o outro, com 3500!!! Só precisa de uma cunha.

Vale a pena dizer mais alguma coisa?!

DIVULGUEM!!! Urge que se mostre indignação. Basta de cinismo e de hipocrisia!

Há que ter moralidade! Por estas e por outras, é que existem Coveiros cultos e muitos Assessores burros ...

A cor do horto gráfico

Há mails com interesse este é um deles mais que não seja pela sátira.

A cor do horto gráfico
já aprovado pela nova Ministra do saber


Última actualização do dicionário de lingua portuguesa - novas entradas:

> Testículo: Texto pequeno
> Abismado: Sujeito que caiu de um abismo
> Pressupor: Colocar preço em alguma coisa
> Biscoito: Fazer sexo duas vezes
> Coitado: Pessoa vítima de coito
> Padrão: Padre muito alto
> Estouro: Boi que sofreu operação de mudança de sexo
> Democracia: Sistema de governo do inferno
> Barracão: Proíbe a entrada de caninos
> Homossexual: Sabão em pó para lavar as partes íntimas
> Ministério: Aparelho de som de dimensões muito reduzidas
> Detergente: Acto de prender seres humanos
> Eficiência: Estudo das propriedades da letra F
> Conversão: Conversa prolongada
> Halogéneo: Forma de cumprimentar pessoas muito inteligentes
> Expedidor: Mendigo que mudou de classe social
> Luz solar: Sapato que emite luz por baixo
> Cleptomaníaco: Mania por Eric Clapton
> Tripulante: Especialista em salto triplo
> Contribuir: Ir para algum lugar com vários índios
> Aspirado: Carta de baralho completamente maluca
> Assaltante: Um 'A' que salta
> Determine: Prender a namorada do Mickey Mouse
> Ortográfico: Horta feita com letras
> Destilado: do lado contrário a esse
> Pornográfico: O mesmo que colocar no desenho
> Coordenada: Que não tem cor
> Presidiário: Aquele que é preso diariamente
> Ratificar: Tornar-se um rato
> Violentamente: Viu com lentidão

Clique aqui para mais Glitters Gifs Animados

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Li algures e não sei quem é o autor

Deixo aqui este texto que até dá que pensar, não é meu, mas gostei imenso do mesmo, como tal, vou publicar. A quem escreveu, as minhas desculpas antecipadas mas, gostei mesmo.

Algo que eu gostaria de dizer e:
Aprendi que, amores eternos podem acabar em uma noite.
Que grandes amigos podem se tornar ferrenhos inimigos.
Que o amor, sozinho, não tem a força que eu imaginei.
Que ouvir os outros é o melhor remédio e o pior veneno.
Que a gente nunca conhece uma pessoa de verdade, afinal gastamos uma vida inteira para conhecer a nós mesmos.
Que confiança não é questão de luxo, e sim de sobrevivência.
Que os poucos amigos que te apóiam na queda, são muito mais fortes do que os muitos que te empurram.
Que o nunca mais nunca se cumpre, e que o pra sempre sempre acaba.
Que minha família com suas 1000 diferenças, está sempre aqui quando eu preciso.
Que ainda não inventaram nada melhor do que colo de mãe desde que o mundo é mundo.
Que vou sempre me surpreender, seja com os outros ou comigo.
Que vou cair e levantar milhões de vezes, e ainda não vou ter aprendido.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

A Verdade da Mentira sobre a ajuda no Haiti

Assim podemos ver até onde chega a arrogância dos governos ao serviço do capital onde, podemos observar as mais lindas festas de promoção pessoal a favor do povo do Haiti.
Estranhei não ver nenhuma reportagem sobre o apoio de Cuba que possui um dos melhores corpos clínicos do mundo e ali tão perto, lembro-me apenas de ter sido noticiado apenas a abertura do espaço aéreo do resto nada. Aqui fica uma reportagem de uma estação de televisão cubana.
Chama-se a isto MANIPULAÇÃO DOS MÉDIA ou não?

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Parque infantil Casais de Santa Maria - Estremoz


Como tenho observado em alguns blogues têm-se efectuado algumas dissertações sobre este parque infantil.

Esta obra não está aberta ao público por questões simples e pequenas, tais como:


  • Não ter sido vistoriado pelas entidades competentes que procedem ao seu licenciamento.

E para isso acontecer é preciso:



  • Reunir condições de segurança para os utentes;

  • Ter aprovação dos materiais aplicados:

  • Não existir matérias que sejam susceptíveis de causar ferimentos graves aos utilizadores, o que acontece na realidade.

Não querendo ferir as susceptibilidades de quem publicou sobre este tema, estou apenas a levar ao conhecimento público alguns dos motivos que foram debatidos na Assembleia de Freguesia, onde sou eleito.
Para aceder ao edital clique na imagem

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

CARNAVAL 2010


A Câmara Municipal de Estremoz informa que, este ano, o Carnaval vai sair à rua nos dias 12 (6ªFeira), 14 (Domingo) e 16 (3ªFeira) de Fevereiro.

À semelhança dos anos anteriores, o Carnaval inicia-se com o Desfile das Escolas, na 6ª Feira (dia 12 de Fevereiro) por volta das 15h. O tema deste ano será a Música.
Nos restantes dias de Desfile (14 e 16 de Fevereiro), será a vez de toda a população que quer desfilar, se apresentar por volta das 15h nas ruas da cidade. Este ano, o desfile tem tema livre e, por isso, toda agente poderá dar asas à imaginação num tema à sua escolha.
Este último resulta da parceria do Município com o Orfeão Tomás Alcaide, a Sociedade Filarmónica Luzitana e a Sociedade Filarmónica Artística Estremocense (União).
Cor, alegria e folia não podem faltar neste Carnaval!

Organização:
Câmara Municipal de Estremoz

O Gabinete de Imprensa
imprensa@cmestremoz.pt
Nota de imprensa Nº507
26 de Janeiro de 2010

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

JÁ SABE ONDE DEPOSITAR O SEU ÓLEO USADO?




A Câmara Municipal de Estremoz informa que, no dia 22 de Janeiro, foram disponibilizados, no Município de Estremoz, pontos de recolha de óleos alimentares usados (resultante da fritura de alimentos) – Oleões.
A partir desta data a população poderá utilizar este equipamento para a deposição do seu óleo alimentar usado. Esta deposição deverá ser feita em garrafa de plástico devidamente fechada.
Com este pequeno gesto estará a evitar graves problemas de poluição (na águas e no solos), entupimentos e danos nas tubagens dos edifícios e distúrbios no normal funcionamento das Estações de Tratamento de Águas Residuais.
Este é um projecto da GESAMB, em parceria com a Câmara Municipal de Estremoz, e têm por objectivo dar um encaminhamento adequado a este tipo de resíduo.
Como pode utilizar os oleões?
O oleão destina-se exclusivamente ao depósito de óleos alimentares usados (OAU) e nunca azeite ou óleos lubrificantes de motores;
Guarde o óleo usado na fritura numa garrafa de plástico (atenção: não colocar o óleo quente na garrafa);
Quando a garrafa estiver cheia, feche muito bem;
Deposite a garrafa no oleão mais próximo.
Onde estão os oleões?
# Bairro da Salsinha (junto E.N. 4)
# Rua 5 de Outubro
# Rua Machado dos Santos
# Rua José Félix Ribeiro
# Rossio Marquês de Pombal (frente ao BES)
Contribua com este pequeno gesto e ajude a preservar o ambiente!


O Gabinete de Imprensa
imprensa@cm-estremoz.pt
Nota de imprensa Nº506
25 de Janeiro de 2010

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

REUNIÃO DA Câmara Municipal de Estremoz



Tipo de reunião
Ordinária

Data
06/01/2010

ASSUNTOS TRATADOS:

1 - Foi ratificada a assinatura do Protocolo de Financiamento Inalentejo 2007/2013 - "Politica de Cidades - Parcerias para a Regeneração Urbana", que tem por objecto a implementação do Programa referido, de modo a que as operações nele identificadas, passíveis de elegibilidade, sejam submetidas à Autoridade de Gestão em condições de serem aprovadas. O Protocolo tem um investimento elegível de 10.970.000,00 € e uma taxa de comparticipação do FEDER de 50,14%, correspondente a 5.500.358,00 €. Os projectos contemplados são os seguintes:
- Reabilitação da Antiga Estação Ferroviária;
- Reabilitação de Espaço Museológico - Museu Ferroviário;
- Arranjo do espaço exterior ao Museu Ferroviário (Parque Urbano);
- Centro Intergeracional Re-Encontro;
- Mercado Municipal - Edifício Comercial e Espaço Público Contíguo;
- Intervenção nas artérias públicas estruturantes;
- Construção de Central de Camionagem;
- Construção de eixos rodoviários de acesso à Central de Camionagem;
- Requalificação do espaço público do Rossio Marquês de Pombal e largos adjacentes;
- Ciência na Rua;
- Afirmação sub-regional de Estremoz (Estremoz Marca);
- Gestão e Animação da Parceria;

2 - Foram aprovadas as Normas de Funcionamento do evento "Saldos de Stocks - Grandes Reduções 2010", que decorrerá de 5 a 7 de Fevereiro do corrente ano.



O Gabinete de Imprensa
imprensa@cm-estremoz.pt
Nota de imprensa Nº 505
22 de Janeiro de 2010

Ao Estremoz R...

Olha Jorge Pereira, para tua informação eu utilizo o nome que entender e posso dizer que o Manuel está no meu nome, quanto à má informação que divulgas o problema é teu.

Quanto a erros poderá haver nalguma pontuação e acentuação não te esqueças que estou a entrar no segundo acordo ortográfico sei que estava lá uma das palavras escritas com Z quando deveria ser com S no entanto eu aprendi com Z e um ano depois de estar na escola mudou para S agora levas com um texto ao estilo de José Saramago e mete as vírgulas no sítio que quiseres.
Se reparou aqui também há corrector e eu tinha verificado o texto por causa disso no entanto, o texto que entrou foi o do rascunho, temos pena.

Já agora, quando terminávamos a 1º ano de escolaridade já sabíamos ler e escrever, o tempo da outra senhora era outra coisa sabes.

Agora, como poderei não aceitar outras opiniões? Se em relação ao site do "Estremoz marca" era mentira o que escreveu, visto que o mesmo está activo. Já sei, foi porque tu quando estagiavas na Câmara ajudas-te na concepção do mesmo.

Quanto à linha editorial do Estremoz em debate a mim me compete, agora vejo, divulgar eventos, fazer alertas para coisas que estão mal, não só da autarquia mas dos munícipes também é dizer mal de um executivo.

Quanto à minha paragem achei que com cinco anos de actividade deveria fazer uma pausa.
Agora, faz o que deves fazer com isenção.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Pode ser a diferença

Há gente e gente, profissões e profissões, competentes e competentes, poderia continuar esta lenga lenga no entanto, há cegos que não vêm ou não querem ver.

Fazendo uma pequena viagem pelo que se escreve pelos blogues, continuo a ver que em alguns por dá cá aquela palha continuam a escrever só por escrever.

Hoje, li algo interessante, alguém que escreve só por escrever ou tem alguma ideia que o sabe fazer, fico no entanto, com a impressão que o não deve saber fazer.

Também conclui daquele texto que não deve saber utilizar nem motores de busca nem, escrever links de páginas.

É perfeitamente normal que se altere formas de governação e documentos promocionais quando a gerência muda porque se o povo não quisesse a mudança não teria exercido o seu direito na escolha dessa mudança.

Recordo-me de dois painéis publicitários do Rossio Marquês de Pombal onde estava o projecto do Rossio obra parada à cerca de quatro anos e volto a dizer parada e nessa altura não vi vozes a levantarem-se contra outros projectos de vital interesse para o concelho a serem parados ou aí não haveria nada a dizer porque quem geria até tinha o governo do seu lado.

De facto Estremoz é uma cidade que "Merece Mais" no entanto em três meses já se pode ver alguma obra e estou a recordar-me do tapamento dos esgotos a céu aberto na E.N 18 ao Gil entre outras...

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Sinais que nada dizem


Na foto podemos observar vários veículos automóveis estacionados numa das superfícies comerciais da nossa cidade, sendo visível que existe um carro estacionado em local indevido, no entanto desculpável, os condutores de ocasião com cartas da farinha amparo estacionaram precisamente onde deveria estar estacionado o veiculo que está fora da zona de estacionamento.

Mais uma vez alertamos para o facto de pessoas com boa mobilidade se esquecerem daqueles que a têm reduzida e que para tal têm espaços reservados.

Oxalá não venham a precisar um dia e tenham que estacionar longe do local que estava reservado para si.

É apenas uma questão de saber ser cidadão com direitos e deveres.

sábado, 16 de janeiro de 2010

Eis algo que dá para pensar

"Zeitgeist" A MAIOR HISTÓRIA ALGUMA VEZ CONTADA (carregar no play da janela de vídeo )



É um documentário que nos dá que pensar e nos leva a colocar questões sobre temáticas que, muitas vezes nos parecem ser irreais no entanto, as coincidências são tais que nos levam a por em causa aquilo que até hoje tínhamos como verdade absoluta.

Estes historiadores e investigadores, levam-nos a questões que podem ser consideradas tabu durante as duas horas de duração do documentário o tempo não custa a passar e até, tem alguns momentos de humor.

Espero que gostem e pensem seriamente no que vão ver e ler.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Estremoz - Na maior avenida LED


Não resistiu ao temporal um dos candeeiros LED da maior avenida neste tipo de tecnologia.
Como parecem estar sanadas já todas as avarias lá para os lados da região Oeste, esperamos que a EDP resolva esta situação com a brevidade que se impõe.

Estremoz - SALDOS DE STOCKS DE INVERNO 2010

A Câmara Municipal de Estremoz informa que nos próximos dias 5, 6 e 7 de Fevereiro irão realizar-se os Saldos de Stocks de Inverno 2010, no Parque de Feiras e Exposições (Pavilhão B).



O objectivo é apoiar o comércio local, promovendo-o através da exposição dos vários artigos a preços reduzidos. Nesta feira poderá encontrar desde pronto a vestir e calçado até artigos de casa, como móveis e artigos de decoração, passando por artigos de papelaria e serviços ópticos.

As portas do Pavilhão B estarão abertas a partir das 16h, no dia 5 (6ªFeira).
Não perca esta oportunidade de adquirir produtos de marca a preço de saldo. Apareça!
A entrada é gratuita!

Horário:
6ª Feira: 16h00 – 22h00
Sábado: 10h00 – 22h00
Domingo: 14h00 – 20h00

Texto em: Página do Município de Estremoz

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

De volta

O Estremoz em debate regressa, após uma paragem que se impunha, vai voltar com os temas da nossa cidade e a fazer o seu propósito, alertar o que estará menos bem.
Tinha pensado encerrar este blogue e ter mantido o Pilonga, mas achei por bem voltar com este, na realidade é aquele que todos procuram em busca do que se vai passando pela nossa cidade.