quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Nota de imprensa do Município de Estremoz

Hoje, publicamos esta nota da CME a titulo excepcional, devido à sua importância e a estarmos solidários com todos os trabalhadores da Administração Pública, vitimas da maldades, com disse o secretário de estado.

Recolha de lixo

A Câmara Municipal de Estremoz apela à compreensão de todos os munícipes para os eventuais problemas que possam surgir na recolha de lixo, na sexta feira dia 30 de Novembro.
Este apelo surge numa perspectiva de precaução, uma vez que está marcada greve para o referido dia e, eventualmente, poderá haver funcionários do sector de recolha de lixo a aderir, comprometendo o serviço.
A limpeza da cidade é uma responsabilidade partilhada por todos, logo apela-se aos munícipes para que não depositem demasiado lixo junto dos contentores.
O Gabinete de Imprensa
imprensa@cm-estremoz.pt

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

O Ginásio da Escola Industrial e Comercial de Estremoz

João Barbas, Irene Barbas, muitos estarão recordados destes dois nomes eram professores da Escola Industrial e Comercial de Estremoz, na disciplina de Educação Física. Quando da inauguração desta escola, tiveram a honra de ser os primeiros a utilizar um espaço completamente novo, com janelas amplas (na altura não eram perigosas), espaldares, cordas, redes de Voleibol e Badminton, tabelas de Basketball em madeira, pulimetros e respectivos acessórios em madeira, estava-me a esquecer existia um ginásio para rapazes e outro para raparigas, este, de menores dimensões e balneários. À época, serviam principalmente para criar hábitos de higiene pessoal, para "uma vida sã, em corpo são" penso que era o que estava escrito no acesso ao ginásio maior. Estes balneários, obrigavam a que os alunos pelo menos duas vezes por semana, tomassem o seu duche, poucos alunos tinham em casa chuveiros, ao contrario de hoje em dia. Tendência esta, que só se deu depois do 25 de Abril, com a feitura de muitas casas de banho no exterior de montes e residências.
Estes espaços, eram contemplados com outros dois espaços externos, com as respectivas balizas e tabelas de basketball, eram em alcatrão puro com gravilha, ao contrario do existente hoje em dia em tapete asfáltico, que ao que parece, também já não serve.
Ora bem, queria chegar a duas questões muito práticas: quando eu andei na escola, não era igual aos miúdos que lá andam hoje?
A escola, não cumpria as normas de segurança?
Em qualquer das questões, a resposta é sim.
Hoje não se joga nos campos porque são abrasivos, antes não eram?
Poderão as associações de pais, querer relvados sintácticos estão no seu direito, mas aquele espaço não é menos nem mais abrasivo, que os espaços dos poli desportivos existentes em Estremoz onde os filhos jogam à bola todos os dias.
Quanto aos dois ginásios da escola, um foi transformado em auditório, com o patrocínio do Crédito Agrícola, quer dizer que a escola, dispensava a existência desse espaço para a prática desportiva, ao que parece foi uma má aposta.
Quanto ao ginásio grande, que além da pratica desportiva se prestava a actividades como o cinema ou o teatro, ao que parece e pelo que vi em fotos de um jornal da terra está completamente degradado e isso, evitava-se se houvesse manutenção, que deve ter sido descuidada, pelo sonho de construir outro novo, destruindo as antigas instalações das Oficinas de Mecânica, Carpintaria, Olaria entre outros profissões, que deixaram de ser leccionadas numa escola que se queria virar, do ensino profissional, para uma escola liceal. Penso ter sido um erro, ter-se promovido a formação de licenciados noutras áreas, em vez de pessoal especializado nas artes e ofícios, que também poderiam chegar a licenciados em áreas tecnológicas. Esta era a verdadeira vocação, para a qual a escola foi criada nos tempos do Estado Novo. Hoje temos deficit de pessoal nas especialidades técnicas quando poderíamos dizer precisamente o contrário. Voltando ao assunto ginásio, acho bem que o ministério não tenha autorizado a destruição do património oficinas e que, se ache uma solução desta vez, para se fazer a recuperação do Ginásio, para que os nossos alunos possam ter Educação Física com qualidade e se for preciso, que recorram como no auditório (antigo ginásio das raparigas), a uma instituição bancária, para financiar a recuperação do resto do edifício e depois, até podem colocar ao lado do outro reclame um desse banco e darem o nome, da instituição ao ginásio, porque não?

terça-feira, 13 de novembro de 2007

domingo, 11 de novembro de 2007

Estremoz - Vandalismo

Este é mais um acto de cidadania praticado durante a noite em Estremoz, mas este, poderemos dizer que é perigoso e pode matar não quem praticou a acção. Uma criança, que inadevertidamente coloque a mão nos barramentos eléctricos, perfeitamente visiveis na foto 2, pode ser electocutada. Á atenção dos responsáveis.

Os ultimos resistentes de Estremoz

Ficaram dois bancos dos antigos à espera de substituição, mais que não fosse das ripas que estão partidas, olhando o corecto de cara lavada, mas, a precisar de uma reparação a sério.

sábado, 10 de novembro de 2007

domingo, 4 de novembro de 2007

Estremoz - Se a moda pega...


Quem não gosta daquela imagem, todos, pena seja que só tapou um imóvel mal conservado, era bom que a mesma solução, aparecesse em relação a outros edifícios como o que está a 10 metros e a outros, espalhados pela cidade. Penso que se a moda pega, começamos a parecer com a capital, em fim, modernices o que era necessário mesmo, era arranjar os edifícios e não tapar o sol com a peneira.
Os Comentários no SAPO
  • tuga atento disse sobre Estremoz - Se a moda pega... na Terça-feira, 6 de Novembro de 2007 às 02:48:

    QUERO PEDIR AQUI QUE AS MESMAS PESSOAS TENHAM TAMBÉM UMA QUALQUER IDEIA PARA RELANÇAR AS RUÍNAS HISTÓRICAS DE ESTREMOZ SITAS NO LARGO DO ESPÍRITO SANTO AO FIM DA RUA MAGALHÃES DE LIMA NESTE TRAJECTO DOS NOVOS INVESTIMENTOS NA EX - CIDADE BRANCA DO ALENTEJO MUITO AGRADECIDO

  • xpto disse sobre Estremoz - Se a moda pega... na Terça-feira, 6 de Novembro de 2007 às 17:59:

    Gosto da imagem, gosto da publicidade e da forma como está feita, tenho pena que não haja mais grandes marcas a investir no mesmo tipo de anúncio em Estremoz mas acho que estamos no bom caminho (afinal até há bem pouco tempo atrás não havia nenhuma).

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Brincar em Estremoz ?

Em circunstancias normais, não veríamos aqueles miúdos da EB 2/3 Sebastião da Gama, naquele espaço e o motivo, não seria eles não estarem ali, mas sim os contentores dos ecopontos. Em noite das bruxas começaram a arder. Deveria ser descoberto o autor ou autores da brincadeira e como tal, sofrerem as respectivas consequências. Não esquecer que hoje em dia se ensina nas escolas a ser cidadão.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Recuperação de dados antiga página do Município de Estremoz


O Estremoz em debate, tem estado a recuperar os elementos que estavam contidos na antiga página do Município de Estremoz, em virtude de considerar que a mesma continha bastantes elementos pedagógicos, de elevado valor para as escolas do concelho e como este dados foram retirados, nós iremos colocar de novo no seio da WWW. todos os elementos que consideramos terem valor pedagógico.
Será sempre efectuado no texto final a referencia à origem dos dados com: " Município de Estremoz - página antiga".
Espero assim colmatar uma lacuna, que ficou com o retirar da página antiga.